Ilustrações de Gabriel Iumazark // Orgulho!

Pode até ser sentimento de colonizado, mas dá um puta orgulho ver nossos artistas na boca dos gringos. Melhor, dá orgulho vê-los na boca dos gringos de bom gosto.

Vcs sabem que eu adoro a Trendland e hoje eles deram um post com as ilustrações do artista brasileiro, Gabriel Iumazark. Apesar deles terem errado o nome dele, colocando Lumazark como o sobrenome, valeu a pena ver os portraits do artista rodando a rede.

A pegada dele é quase japonesa…na real, é bastante japonesa esteticamente, mas com um toque super foggy, quase noir. Mistério. Bom, analisem vcs tbm 😉

Fazendo minha parte, divulgo a arte!

Murmuration // Islands and Rivers

Tem circulado no Facebook esses dias um vídeo incrível, que só agora eu tive tempo de ver.

Murmuration foi feito por Liberty Smith e Sophie Windsor Clive, tem trilha (que pode ser baixada aqui) composta por Emmett Glynn e Banda , e na real parece ter acontecido por acaso. As duas garotas estão numa canoa no rio Shannon, Irlanda, quando, de repente, uma revoada de estorninhos aparece. Não dá pra descrever mais, pq é simples assim: uma força da natureza!


O vídeo foi indicado no UK Film Council Award de 2010 como melhor curta-metragem britânico e foi pra seleção oficial do London Short Film Festival de 2011, do Revelation Perth International Film Festival de 2011 e do Branchage International Short Film Festival de 2011. Tudo isso para um vídeo super simples, de 2 minutinhos, tá meu bem?!

Mais infos sobre as meninas em Islands and Rivers.

Spomenik // Retratos da Humanidade

Na antiga República Socialista Federativa na Ioguslávia (hoje dividida em vários países), o ditador Tito encomendou esculturas monumentais para relembrar os momentos vividos pelo povo da região durante a Segunda Guerra Mundial. Artistas pouco conhecidos como Dušan Džamonja , Vojin Bakic , Miodrag Zivkovic, Jordan e Iskra Grabul foram os responsáveis por criar as obras abaixo, que hoje se encontram em ruínas no que chamamos de Sérvia, Bósnia, Croácia e Eslovênia (a região dos Bálcãs).

Jan Kempenaers, fotógrafo baseado na Antuérpia, fotografou as obras e as compilou no livro Spomenik: The End of History (Monumento em sérvio) editado pela Roma Publications e disponível para venda aqui, bem baratinho mesmo (€26,41).

Aliás, existe outro projeto também chamado de Spomenik que tem por objetivo levantar o que aconteceu comos corpos nas mais de 600 (sim, seiscentas) covas coletivas da atual Eslovênia que o governo socialista abriu para enterrar as pessoas “indesejáveis” e “inimígos políticos”. São dezenas de milhares de ossadas que aos poucos estão sendo identificadas e tendo suas histórias contadas. O projeto começou com a iniciativa da comunidade eslovênia exilada que durante 50 anos juntou informações dos massacres e as publicou nas White Pages. O projeto foi crescendo e com a ajuda da internet outras pessoas começaram a utilizá-lo para tentar encontrar seus parentes desaparecidos, o que fez com que o Spomenik fosse se tornando, pouco a pouco um monumento online à memória das vítimas  Hoje, o Spomenik é parte do projeto Pervasive Monuments da Universidade Nothingham, e conta com informações de mais de 21.000 pessoas desaparecidas no período do pós-guerra.

via Trendland

Gareth Pugh´s Spring/Summer ´12 Collection // #wow!

Esses dias recebi a newsletter do Trendland com inúmeras fotos do desfile de Primavera/Verão 2012 de Gareth Pugh e quase cai da cadeira! Simplesmente genial!

Futurista, a coleção te lança num universo meio Aeon Flux, meio clubber, meio drama e inteiramente inspirador. Tudo que compõe marca registrada do estilista.

(por favor, prestem atenção à cabeça das últimas fotos – #wow!)

Para quem não conhece o cara, Gareth Pugh é um estilista inglês que começou a desenhar aos 14 anos e se jogou na cena do East London (aquele bairro em Londres, em que vão abrir um shopping incrível, local da cena super moderna e alternativa da cidade) e foi crescendo graças às apostas de gente do naipe de Anna Wintour (tá meu bein!), Kylie Minogue e Roisín Murphy e de revistas como a Vogue Britânica e a Dazed And Confused.

Hoje, o estilista é reconhecido como uma das grandes estrelas da moda mundial e veste um monte de celebridades, como Beyoncé, Lady Gaga e Ashley Simpson. Aqui no Brasil, a Melissa, que já teve produtos assinados por diversos estilistas internacionais, já tem sapatilhas assinada por Pugh, e como dá pra ver, são incríveis!

 

Fazendo uma viagem minha (e só minha), eu senti, ao ver as peças do S/S´12 de Gareth Pugh uma certa semelhança com o desfile antológico de Jum Nakao na SPFW de 2004, “A Costura do Invisível”. Claro que a história das peças de papel não tem nada a ver com a coleção de Pugh, mas acho que rolou uma previsão estética do futuro por parte do Jum.

Vale a pena o ver o vídeo do desfile do Jum, que foi lindo!

Eu sinto que esse é o futuro! (E eu vou amar!)

Inovando a arte em tecido // #craft #art

Vi o trabalho de Emily L. Eibel e Ilana Kohn no I´m Revolting (que eu adoro) e resolvi ir atrás de saber quem eram essas duas pessoas que criaram os incríveis lenços com estampa marmorizada (abaixo).

Image of Emily + Ilana Scarf 1Image of Emily + Ilana Scarf 1Image of Emily + Ilana Scarf 4Image of Emily + Ilana Scarf 4

Pesquisando no site de ambas, descobri que a Emily L. Eibel é hipster por natureza. A aba info do site dela é simples, com um portifolio dos trabalhos e uma frase: “Emily L. Eibel quer uma cabana na floresta, mas, por enquanto, mora no Brooklyn”.

Ela usa diferentes materiais mas o que mais me chamou a atenção – claro – foram os bordados e “patchworks” nada tradicionais que ela cria. São quadros, cenas, portraits, todos bordados e costurados com linha e tecido. Incríveis!

 

Igualmente, Ilana Kohn é hipster até a alma, e desenvolve suas peças de roupa uma a uma, artesanalmente meeesmo, junto com seu gato no seu atelier que também fica no Brooklyn.

Image of Elliot VestImage of Roxey DressImage of Samet Dress

Ilana trabalha menos com o desenvolvimento de arte e mais com moda do que Emily, mas ambas conseguiram chegar ao Lenço Marmorizado sensação-do-verão do começo do post.

Feitos em crepe da china e lavagem stonada, com estampa artesanal e – obviamente – única, os lenços têm 89cmx89cm e estão à venda no site da Ilana. São quase obras de arte, então o investimento é válido. Cada um sai por US$150,00.

#fikadika 😉

 

Bolhas de Sabão e Corante = #arte // Kim Pimmel Compressed

Pirei com o vídeo que eu assisti no Today And Tomorrow!

O artista Kim Pimmel desenvolveu um trabalho com capilaridade e magnetismo que é impressionante. O Compressed  usa como base bolhas de sabão, um fluído férrico e corante comestível comum. Kim Pimmel pegou uma lente macro sensacional e gravou o movimento do fluído pelas bolhas de sabão, abusando do stopmotion e de uma trilha sonora e edição impecáveis!

O resultado, como diz o pessoal do Today and Tomorrow, é pra ser visto em tela cheia!

Estampas para impressionar! // #twentysevennames

(Faz tempo que eu não posto nada, vamos ver se postar é como andar de bike!)

A marca twenty-seven names lançou (e logo saiu no Trendland) a  coleção e o lookbook  de Outono/Inverno 2012 intitulado Still Waters Run Deep e, wow!, cada estampa linda!

Eu sou particularmente pirado por estampas e as criações que os designers produzem com elas, mas essa coleção é arrebatadora, já que a estampa é o ponto alto do estilo.

Com essa mesma coleção, eles produziram uma série de retratos/portraits com os looks e seus respectivos desenhos em grafite, quase croquis com as modelos e as peças da coleção, abaixo.

O velho clichê do ovo e da galinha é super aplicável, mas uma coisa é fato:  #fã !

Aliás, para conhecimento geral, a twenty-seven names é uma marca desenvolvida por Rachel Easting e Anjali Stewart e foi criada em 2006 com o background da arte contemporânea, fazendo o conhecido mix de arte e moda. As pecinhas podem ser encontradas na Nova Zelândia, Austrália, Hong Kong, Reino Unido e nos EUA. Brasil #not (yet?)! #fikadika 😉

via Trendland

Retróses e linhas // solução para guardar e decorar

Eu tenho uma certa fixação em retróses coloridos, tubos de linha e carreteis. Mas eles vão se tornando um problema quase sério quando a quantidade e a variedade deles começa a crescer e vc não sabe onde colocá-los.

Pensando nisso, Lori, do blog Paisley Wallpaper, que coleciona linhas há 10 anos, resolveu seu problema de armazenagem de forma criativa e decorativa. Ela resolveu criar pequenas estantes, com várias divisórias para cada retrós, tubo, carretel, fio, etc.

O resultado foi este:

thrifted :: before & afterthrifted :: before & after

Organizando sua coleção por tonalidade, ela criou uma parede linda e mega inovadora! O que eu curti é que ela realmente usou suas estantes como decoração, fora do atelier, levando o hipster pro corredor da casa.

Não sei se teria a paciência dela, mas #fikadika ! 😉

Comunidades #craft // #referencia

Vcs devem perceber que a maioria dos nossos post têm sempre uma referência, um lugar de onde eles vieram. Bom, resolvi compartilhar algumas das comunidades de onde saem nossas idéias.

A Comunidade Crafster (craft+hipster) começou em 2003 como uma forma de promover o artesanato alternativo (indie craft) e foi crescendo com a moda do homemade. Hoje ela conta com mais de 1 milhão (isso mesmo, 1 milhão!) de leitores por mês sendo, na verdade, um fórum de discussão no qual vc deve se cadastrar para poder escrever, como qq outro fórum que se preze na internet. Na comunidade são abertas discussões a respeito de artesanato de todos os tipos com a possibilidade de artesãos e artistas postarem o passo-a-passo (os famosos PAP) de suas peças, tutoriais, DIY´s (do it yourself – faça você mesmo, em inglês) e ainda promover seu trabalho postando peças, projetos ou trabalhos, com link para seu site ou webstore. Tudo gratuito!

Ao fazer o cadastro no Crafster, vc pode escolher receber uma notificação semanal, com o projeto craft da semana. Eu escolhi receber e não me arrependo. Além de sempre lembrar que a comunidade existe – vcs sabem que tem coisa que a gente esquece mesmo – os projetos são muito bons  e geralmente contam com tutoriais.

Outra comunidade é o Svpply. Na verdade, o Svpply é mais um bookmarker coletivo do que comunidade. Funciona da seguinte forma: cadastro feito, o Svpply recomenda que você adicione o botão Buy Later na sua barra de ferramentas (pra quem usa o Chrome como eu). Feito isso, ao encontrar um produto na internet que vc queira comprar ou queira ganhar (wishlist), vc clica no botão que vc adicionou na barra de ferramentas. Então vc vai ver que a foto do produto vai ganhar uma moldura de ADICIONAR. Uma janelinha do Svpply vai abrir qd vc clica em ADICIONAR e você escolhe a categoria do produto, variando de roupas, acessórios, jóias, mídia (livros, jornais, etc) e outros e depois a faixa de preço, em dólares. Adicionado, o produto vai direto para o seu perfil do Svpply.

Também é possível adicionar produtos que são recomendados pelos editores do site ou aqueles que são populares. Após ter alguns produtos na sua lista, o site vai começar a recomendar produtos similares àqueles que vc gosta ou quer comprar. Além disso, vc pode seguir outros usuários ou lojas, que podem publicar seus produtos. Foi assim que eu conheci muita coisa bem inovadora que eu tenho postado. O diferencial do Svpply é que a maioria dos produtos são bem legais e diferentes, além do layout ser clean e a navegação super simples.

Por último, mas não menos importante, acesso o Trendland, um blog todo fancy criado em 2006 por Cyrill Foyret e Ani Tzenkova. Apesar de algumas vezes os posts serem hype (bestas) demais pra minha cabeça, o Trendland traz muitas tendências de moda, design, arquitetura, arte e cultura, que são bem difíceis de serem vistas em outros lugares.

Eles também têm uma newsletter que eu assino e recomendo. Ela vem com um nome apropriado: Your Dose of Inspiration (Sua Dose de Inspiração). O Trendland tem mais de 27.000 seguidores no Facebook e é considerado hoje uma das mais importantes revistas online de referência em tendências. Vale a pena dar uma olhada!

Além desses 3, existem milhares e milhares de blogs, sites, comunidades e páginas nos quais vc pode se inspirar e compartilhar idéias.

No Brasil, eu recomendo e assino o SuperZíper, criado e escrito por Cláudia Fajkarz e Andrea Onishi. Levando o DIY Culture a todos os cantos da vida cotidiana, elas são responsáveis por criar posts deliciosos de ler, simples e bem didáticos. Eu adoro e vejo que muita gente metida no meio crafter tbm lê.

aCarlets 064

O Comofaz.net é outra referência brasileira ótima! Criado e escrito pela Flor, codinome de Karla Lopez, o site traz muitos tutoriais e PAP´s de costura, culinária e decoração, além de referências de artesanato. A Flor está morando em Santiado do Chile, mas continua postando, apesar de em ritmo menor, novidades e informações bem bacanas.

Espero ter ajudado e inspirado! Boa leitura!

#fikadika ! 😉

Quanto mais velho melhor! // Mobília feita de peças industriais do séc 19 e 20

Encontrei o site da Strawser & Smith Inc. no Svpply, por meio de uma peça (abaixo) que eu achei de uma simplicidade incrível.

jws1718jws1727jws1725jws1707

É um banco e suporte para roupas, feito em aço e madeira reutilizada. Design prático, sem luxo. Mas muito elegante!

Essa é a pegada da marca, que trabalha com releituras e reformas de peças do final do séc 19 e início do 20, feitas em sua maioria nos EUA, e reformadas por artesãos americanos. Eles se utilizam de peças prontas ou de partes de maquinário para dar uma nova vida e um novo estilo à mobilia que eles produzem.

O catálogo deles é vasto, indo desde luminárias à peças puramente decorativas, com mapas e motos, tudo com pegada extra vintage e super nacionalista (tudo remete aos Estados Unidos).

jws1655FSS_2312

FSL_0817FSL_0831

jwcz8364FSH_5095sv8242jwo8193

Essa história meio industrial, meio rústica está em alta. Veja pela quantidade de botas de couro, camisas xadrez, jeans detonados que têm aparecido na lojas e nas ruas. Eu adoro!

A Strawser & Smith Inc. é fica na 487 Driggs Avenue Brooklyn, NY. Se você for dar um pulo em Nova York, tire umas fotos e me conte como é a loja! Fiquei super curioso! Aceito presentes tbm!

#fikadika 😉

Entradas Mais Antigas Anteriores

Contato

11-2914-4659
donacheirosa@donacheirosa.com.br

%d blogueiros gostam disto: